A Arquitetura sob o ponto de vista acadêmico

A Arquitetura sob o ponto de vista acadêmico

Em meio a atual crise que estamos vivendo colocar novos assuntos em nossas mentes é essencial. Essa página será destinada a conteúdos exclusivos de arquitetura, urbanismo, design e paisagismo. Dito isso, por onde seria melhor começar a não ser explicando melhor sobre: O que é arquitetura?

Quem nunca, principalmente os ingressantes da área, escutou: Qual a diferença entre um arquiteto e um engenheiro? Um arquiteto é realmente necessário? Essa fortuna por um desenho? Dentre essas e muitas outras perguntas, a finalidade do arquiteto as vezes passa despercebida e nos piores casos só é notada quando algo deu errado na execução de uma obra sem o suporte do profissional.

Segundo a definição do arquiteto brasileiro Lúcio Costa, autor do projeto do Plano Piloto da Cidade de Brasília, a capital do Brasil, diz o seguinte: “Arquitetura é antes de mais nada construção, mas, construção concebida com o propósito primordial de ordenar e organizar o espaço para determinada finalidade e visando a determinada intenção. ”

Imagem retirada da internet

Atualmente a arquitetura é vista como um conjunto de técnicas, princípios, normas e materiais utilizados para criar e dispor partes ou elementos de edifícios e outros espaços urbanos em geral. Através dela se obtém, maior conforto ambiental para os ambientes, maior junção da estética com a funcionalidade, menos gastos futuros com reformas, a melhor maneira de implantação no seu terreno visando a posição do sol e direção dos ventos. Essas, dentre outras são funções de um arquiteto.

“Arquitetura é uma maneira de ver, pensar e questionar nosso mundo e nosso lugar nele” – Thom Mayne.

O arquiteto e o engenheiro caminham juntos, lado a lado, mas com as suas diferenças. Mas, quais seriam essas as diferenças, afinal? Fica clara a diferença nos cursos da faculdade, onde notamos que o curso de engenharia é mais voltado para disciplinas que envolvem cálculos, já no curso de arquitetura e urbanismo, as disciplinas são voltadas a prática, ou seja, exercitando o ato de projetar, mas também existem as disciplinas teóricas, como as que abordam a história da arte, antropologia, ecologia, topografia, semiótica, acústica, entre outras.

Imagem retirada da internet

De maneira bem superficial sobre essa rixa histórica, para esclarecer, o engenheiro civil lida com muito cálculo, principalmente quanto ao dimensionamento de cargas e esforços de propostas arquitetônicas. Já o arquiteto, resume em dimensionar espaços e estuda profundamente as preferências das pessoas, o que determina as primeiras etapas dos projetos. Ele também analisa as condições ambientais que circundam as edificações, como iluminação e ventilação.

A profissão do arquiteto é muito ampla e há vários caminhos que um arquiteto formado pode seguir para se especializar, dentre eles temos: Paisagismo; Planejamento urbano; Restauração; Projeto de iluminação; Projetos de conforto ambiental, etc.

A Arquitetura é um tipo de manifestação artística muito antiga e que reúne construções e/ou edificações que apresentam um propósito ou finalidade. Ela é essencial para desenvolvimento de projetos e o famoso “desenho” é importante para a execução de uma obra, por vários motivos. O barato uma hora sai caro!

 “Arquitetura é implacável: é o que é, funciona ou não e você pode ver claramente a diferença.” – Jacques Herzog

Júlia Gomes

Cursando 7º Período de Arquitetura e Urbanismo

Uniube – Universidade de Uberaba

Sou Uberaba indica @paulahuebabdala | @lorena.fiuza | @patriciapacheco.arquitetura

Deixe uma resposta