Chegou a hora de conhecer os 05 melhores momentos do nosso Futebol!

Chegou a hora de conhecer os 05 melhores momentos do nosso Futebol!

Fala galera do esporte!! Estamos juntos mais uma vez e hoje vamos falar dos cinco melhores momentos vividos, na minha opinião, pela seleção brasileira e como somos PENTA, os melhores momentos são exatamente as conquistas destes mundiais. Então, bora pro ranking !!

5º melhor momento) Chile, Copa do Mundo de 1962, também conhecida como a COPA do GARRINCHA. Nunca um jogador fez tanta diferença numa copa. Pelé machucado e o Mané resolveu então, fazer de tudo um pouco. Já entortava os laterais e quem caísse lá pela direita, mas de repente, passou a estar em todos os setores do campo, ditando o ritmo da seleção. Fez gol de cabeça, de falta, de folha seca…enfim, pintou o sete literalmente. O Brasil tornou-se Bi mundial. Ah! Sei que alguns hão de perguntar: e Maradona em 86?! Para mim, foi a segunda maior atuação individual de todas as copas. O Mané, da Elza Soares, foi melhor!!!!

Mané Garrincha – Copa do Mundo 1962

4º melhor momento) EEUU, 1994 !! A volta ao topo e o fim de um jejum! Vinte e quatro anos sem título. Essa foi a carga que Romário, Bebeto, Taffarel e cia carregavam nas costas, antes do início do mundial. Hoje, a gente vê o quanto nossa seleção era boa, mas antes, os posteriormente Tetra Campeões não passavam de um amontoado de jogadores. A esperança era Romário que já tinha nos salvado nas eliminatórias. O baixinho, claro,  correspondeu, mas vimos muitas qualidades em Jorginho, Aldair, Márcio Santos, Branco, Dunga, Zinho, Mazinho, Mauro Silva …etc. Não foi fácil! Na semi final, a bola teimava em não entrar e na final, para o desespero de todos, a COISA só foi decidida nos pênaltis e confesso: vibrei quando Bággio chutou por cima. Mas aí te pergunto? Porque logo o Bággio?! Pra mim ele e Romário foram os dois melhores da Copa e na vida damos LOUROS aos vencedores e OSTRACISMO aos perdedores. Como disse Galvão : ” … é tetra, é tetra, é tetra!!”

Seleção Brasileira – Copa do Mundo 1994

3º melhor) 1958, Suécia!! Brasil vinha do MARACANAZO em 50 e eliminação nas quartas de final em 54, mundial em que o Brasil utilizou pela primeira vez, camisas amarelas e calções azuis. Bom, de volta a 58, o Brasil viu um negro de 17 anos entrar e começar um reinado para sempre. Pelé encantou o mundo com gols espetaculares e consagrou Belline como o primeiro capitão a levantar a taça após um placar de 5 à 2 nos anfitriões suécos. Esse mundial fica marcado pelo surgimento de vossa majestade Edson Arantes do Nascimento.

Seleção Brasileira – Copa do Mundo 1958

2º melhor) Galera, seleção é seleção. Seja de onde for, o próprio nome já diz, seleção. São os melhores de cada país. Porém, todavia e entretanto, sabemos que existe um grupo de elite. Brasil, Itália, Alemanha e Argentina sempre formaram o BIG FOUR. As vezes esse Big Four era Big Five ou Big Six, mas os quatro sempre estavam lá, sendo temidos e aclamados pela mídia. Porque fiz essa introdução?! Porquê final é sempre final, mas final envolvendo dois destes quatro era DIFERENTE. Na época então, 2002, jogos na Coréia do Sul e Japão. Alemanha e Brasil estavam por cima da carne seca, jogando o fino da bola e seria a primeira vez que os dois se enfrentariam em copa do mundo e logo numa final. “DEU NÓIS MANO!!!” Dois do Fenômeno, mas o dono do mundial foi RIVALDO e olha que tinha Ronaldinho Gaúcho de lambuja. O ano da Constatação. Saltamos isoladamente no quesito conquistas e até hoje somos o único país com cinco mundiais.

Final da Copa do Mundo 2002 (G14Play)

O melhor momento) Talvez haja discordância, mas em 1970 no México foi diferente. O clima, a tensão, grandes nomes em cada seleção. Me lembro até hoje do gol Tcheco na estreia. O pavor na minha face. Bom, aí veio Rivelino, Jairzinho, Tostão e ELE. É engraçado como as vezes escrevemos um texto, uma página, sei lá, um livro pra definir alguém e o locutor mexicano definiu Pelé com um pronome singular : ELE!! Sensacional!! Foi o Mundial da coroação do Rei. Campeão em 58 e 62 sem protagonismo e caçado no campo em 66, faltava o mundial DELE!!! E ele brilhou. Muito bem acompanhado pro Riva, Tostão, Jairzinho, Gerson, Clodô, Cajú, Carlos Alberto e cia, é verdade, mas as jogadas, os gols e NÃO GOLS foram geniais. Um rei ladeado por vários príncipes do futebol. Pra ser sincero, as seleções de 70 e de 82 são meio que parecidas, tem uma co-relação. A diferença é que uma levantou a taça e a outra não. Adivinha em qual o REI estava???

Pelé – Copa do Mundo 1970

Euler Junior

Sou Uberaba Indica: @fituirapuru | @olimpicagym | @giulianopersonal | @oxforhomem_uberaba | @aguanobredeminas | @muuvuberaba |@ems.movitec | @bethanialarapersonal

Deixe uma resposta